quinta-feira, 28 de junho de 2012

Tlocando as Letlas - coisa de criança

A Lalinha, nossa caçula de quase 2 anos, é um capítulo a parte em nossa casa. Ela é simplesmente uma figura! Conversa mais que o homem da cobra, e é muito, muito custosa ( termo goianês que significa "ativa").
Ela é uma fofa, muito engraçada e espirituosa. Cada uma das minhas filhas é única, mas hoje, vou falar um pouco da menor.
Laura está em uma fase deliciosa, em que ainda é um bebê, porém muito, muito esperta. Tenho vontade de morder. Uns dias atrás, pediu um tatu, como vcs já sabem. Também adora o zoo. O bonitinho tem sido ouvi-la "tlocando as letlas", não necessariamente o R pelo L, que é a troca típica da idade. Os clássicos que mais me fazem rir e elevam meu bem-estar lá em cima ( e fazem tudo valer a pena) são a GIMAFA para o bicho do pescoço comprido, a  BÊBA para o cavalo com listras pretas e brancas. Mas o PAPO, aquele anfíbio que não lava o pé porque não quer, também acho fofinho.
O TANELO comeu a cenoura e ficou barrigudo, e o TATANTE é aquele paquiderme que tem uma POMBA que esguicha água!!
O TACACO faz "Uh Uh Ah Ah" e a TANIGA eu sacudi, mas não parava de subir. Quando não entendo, ela faz o som do bicho. Esses dias ela falou tigre ou leão de uma forma que não entendi (e não lembro), aí ela falou : "Roarrr, Roarr" e fez gestos com as mãos imitando os felinos...

Hoje, ela falou sobre um BUNINO. Não sei quê, não sei quê lá, um BUNINO isso , um BUNINO aquilo. Eu perguntei : o que é isso? Ela respondeu falando sílaba por sílaba. BU-NI-NO!!!
BU-NI-NO!!! Eu achando fofo, mas sem saber o que era. E ela falando mais alto e pausadamente BU -NI-NO!!!! Ela já estava quase perdendo a paciência comigo... Aí, ela explicou: Mamãezinha (acho lindo ela me chamar assim), um BUNINO lá na Igueja ficava TALANDO Ué, ué, ué! ( e pôs as mãozinhas nos olhos pra imitar o MENINO CHORANDO). Eu quase morri de rir.
A lógica do BUNINO segue a mesma da BULAN, a princesa chinesa que é a preferida da Laura (ambos começam com B no alfabeto dela!).
Só sei que é bonitinho demais ela falando FUVA quando está chovendo e TABÍCIO para o tio paterno. Se sabe falar o F de FUVA, por que não dá pra falar FABÍCIO - sem o r, mesmo? Vai entender... E, ao invés de falar que está com FOME, ela fala que está com POME, o que significa que ela quer TAMER. Só mesmo a mãe pra entender. Quando fala do bisavô, diz sempre que ele está no TACU, que na verdade é PACU( o peixe), nome da fazenda do vovô na beira do Rio Crixás.
O Thinking PIME é como ela chama o Thinking time (e  não posso falar nada com TIME, que ela acha que está de castigo! BEDTIME, NAPTIME, tudo que é TIME... ela acha que tem que pensar, tadinha.)
 E por aí, vai. Ela fazendo TATUNTA (agora, já sabe falar BAGUNÇA, mas a primeira vez foi um sufoco entender o que era TA-TUN-TA!!) e a gente se divertindo. Porque criança dá um trabalho dando, mas é bom demais!!

3 comentários:

  1. oi!!!!
    menina estou chocada com seu blog!!!! deixa eu explicar é que estou achando a sua experiência tão parecida com a minha...
    Eu me mudei do Brasil pra Alemanha (olha como é parecida dia 09 de abril)... Deixamos tudo no Brasil (vida boa!!! apartamento, carro, viagens, empregada) pra viver com bem menos na Alemanha... para que Ivan possa fazer seu doutorado.
    E ele esteve em Austein (Texas) mês passado... foi viagem de congresso.
    Queria falar mais com você... também tenho um blog... "ana na alemanha". meu e-mail é anaccd@hotmail.com
    Queria ver como você esta se sentindo, o que esta achando do Texas? e suas crianças com adaptação, tenho uma filha Valentina.
    Nossa são tantas coisas que queria falar com você... então te aguarado
    beijoss

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana! Que coincidência, mesmo, hein? Vou entrar em contato pelo seu e-mail, então!

    ResponderExcluir
  3. Essa parte de google mae tradutor e otima !!!
    Adoro decifrar !!
    Bjs pra vcs !

    ResponderExcluir