quinta-feira, 4 de outubro de 2012

O dia em que minha mãe foi embora


O dia amanheceu friozinho. Temperatura agradável, coisa rara aqui desde que chegamos, em abril. Sinal de que o outono já chegou, e veio pra ficar.  
Um dia comum, arrumando as crianças para escola, não fosse pela pergunta da Bia: 
Cadê a vovó?
Pois a vovó voltou pra Brasil, Bia.
Espanto! Buá e dá-lhe buá. 
Ai, se eu pudesse, chorava também, Biazinha.
Enfim, o dia começou assim, sem graça. Faltando alguma coisa. 
"Eu gosto do carro cheio de gente pra me deixar na escola."
Um olhar pra cama vazia e fiquei quase triste.
É que minha mãe enche uma casa. Corre daqui e dali, ajeita uma coisa, cata outra. Socorre uma criança, acode uma panela.  Conversa daqui, ri de lá, conta uma história, e  solta uma gargalhada.  
Mas, ela volta em dois meses. Foi ali dar uma passeadinha no gigante deitado eternamente em berço esplêndido, como ela gosta de chamar nossa pátria...
Dois meses, então, nem dá pra fazer drama. Dois meses pra casa cheia de novo. O Halloween pra mim vai durar dois meses...
E então, de repente, vai ser Natal.

10 comentários:

  1. Tem gente triste ai e gente feliz aqui !
    Calma que tem TATA pra todo mundo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Tristeza de uns, alegria de outros. A vida é assim, mesmo!
      Eu aceito compartilhar a Tatá!
      Heheheh
      Beijos!

      Excluir
  2. Adorooooo! Tatá na minha casa! UHUUUU! Me aguarde! Em abril eu vou praí e eu tb encho uma casa!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, você enche uma casa. Agora, quero ver se vc vem mesmo. Européia demais para aparecer na Terra do Tio Sam... Mas, vem sim! Estamos de esperando.

      Excluir
  3. oi flor...
    que dó... meus olhos encheram de lágrima, estou uma manteiga menina... fiquei imaginando se fosse a Valentina perguntando pra mim isso... nossa sei como dói isso... mãe é tudo na vida da gente...
    Ai flor sei como você esta direitinho, sei como é esse aperto por dentro, segurar o choro... quando não da mais soltar a choradeira... olhar para as coisas que lembram ela... ai, como sei...
    Mas fiquei contente por você, ela volta já em dezembro? e vai ficar mais 2 meses? que bom....
    beijosssss, aqui também já esta esfriando...
    PS.: não some lá do blog não...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, ela fica mais 6 meses comigo!!Por isso não estou me permitindo ficar triste, seria muito injusto. Bom demais, né?
      Vou passar lá no seu blog hoje, sem falta.
      Beijos!

      Excluir
  4. Pensa que é só uma viagenzinha de dois meses. hahaha Ai como eu queria a mamãe aqui comigo!!! Mas o trabalho dela não permite e eu acho que ela só vem passar um mês aqui ano que vem. Pelo menos o Natal eu vou passar em Teresina com a família inteira!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por isso que não me permito ficar triste...
      Vc deve estar ansiosa para o Natal, hein?
      Beijos!

      Excluir
  5. Quem me dera a minha mãe pudesse me visitar esse ano... snif....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que pena, Luana. Mãe é tudo de bom, né?
      Mas, tomara que você a aproveite muuuito quando ela puder ir. E que seja logo!
      Beijos!

      Excluir