domingo, 11 de agosto de 2013

DEUS, PAI, AMOR...

O Dia dos Pais nos Estados Unidos é comemorado no terceiro domingo de junho. Aqui, hoje é um dia comum. Mas, para nós, que somos brasileiros, e temos  pais brasileiros, hoje é dia de celebrar aqueles que recebem de Deus a honra de serem pais.




Ser pai é compartilhar o título do próprio DEUS, pois Deus é Pai. Mas, Deus também é Amor. Então, ser pai é ser amor. Ser pai é coisa séria.
Nunca tive dificuldade de entender o AMOR incondicional de DEUS a nós, seus filhos, pois fui presenteada com um pai que é o puro reflexo dessa amor. Um Pai que vive esse amor: o Amor de um Pai a seu filho/sua filha. 

Eu tenho um pai que optou pelo AMOR todas as vezes em que existiu opção,. 
Mesmo quando a outra opção era a disciplina. Não que ele tenha nos negado a disciplina, mas ele conseguia enxergar, que naquele momento em que precisávamos de disciplina, precisávamos muito mais era do seu amor. E foi assim, que a disciplina vinha: suave, terna. Sem violência, sem agressão, sem palavras duras.

Eu tenho um pai que soube desviar a ira. Mesmo quando provocado, não caía na cilada. Sua palavra doce desviava o furor e acalmava os ânimos. 

Eu tenho um pai que teve sabedoria. Sabedoria para perdoar, e aceitar  até o inaceitável, visando a uma família unida pelas gerações.

Eu tenho um pai que  transborda amor em palavras, que me liga quase todos os dias. Que diz "eu te amo" sem qualquer dificuldade. Mas nem precisava. Porque este pai  expressa amor até quando não diz nada. 

Eu tenho um pai que não espera a perfeição de ninguém, porque sabe que ele mesmo também erra.

Eu tenho um pai que ficou do lado da cama nas nossas noites de febre. Que consolou lágrimas de filhas adolescentes. Que fez cara feia quando a gente pisou na bola. Mas, logo depois ofereceu seu abraço, seu conselho, seu abrigo. 

Eu tenho um pai que transbordou tanto amor, que se tornou um avô melhor ainda. Que, apesar de médico, é um "avô advogado", como ele mesmo gosta de dizer. Advogado de defesa. Pronto a defender suas netas de qualquer um (mesmo que esse um seja eu mesma).

Eu tenho um pai que foi provedor. Mas, não parou por aí, porque foi também educador. Que não fugiu das suas responsabilidades de pai, nem tampouco as delegou para ninguém. Que deu bronca e deu conselho. 

Eu tenho um pai que enxergou que filho não é investimento ( seria um péssimo negócio!). Mas soube investir tempo no relacionamento com os filhos. Que se gastou e desgastou  nisso. Muito além do que o dinheiro pode proporcionar....

Eu tenho um pai que é  um modelo a ser seguido. E que me ditou, com sua vida, as características que a gente espera em um pai. E me deixou com um patamar alto de exigências, difícil de ser alcançado!!


Eu tenho um pai que está longe... E como eu queria estar com ele agora! Celebrando o dia do qual ele é digno, dando nele um abraço apertado...
Mas, na opção de vida que fizemos, esse foi uma desvantagem que tivemos que encarar. A distância daqueles que amamos...

Os que me lêem, que me desculpem... porque eu tenho um pai que é o melhor pai do mundo.



***

 E ao meu marido, que é o pai que escolhi para as minhas filhas:
 Parabéns por ser um pai maravilhoso para elas.  Você está no caminho certo!
 Eu sei que um dia, as suas filhas vão escrever um post desse pra você também!  Pode demorar um    pouco,  mas, o reconhecimento chega, seu trabalho não será em vão...



6 comentários:

  1. ola, acompanho o seu blog a um tempinho, porém, este é o meu primeiro comentário.
    belíssimo texto, realmente emocionante.
    contrariando o português, existem vários "melhor pai do mundo", pois, eu também tenho um.
    vc tem uma linda família.
    grande abraço e fiquem com Deus.
    att. ronaldo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ronaldo! Seja bem-vindo!
      Eu torço para que todos os filhos tenham "o melhor pai do mundo". Só mesmo com relacionamentos familiares fortes, teremos filhos prontos pra enfrentar o mundo.
      Abraços e fique com Deus!

      Excluir
  2. Pensei que nos EUA fosse comemorado igual à Inglaterra, no terceiro domingo e não no segundo de junho. Aliás, achei essa data meio zuada rs terceiro domingo rs e nem é feriado :( rs

    Kisu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, é no terceiro domingo aqui também.
      Vou corrigir o texto, obrigada pelo comentário!
      Beijos
      Cristiane

      Excluir
  3. A diferença cultural é o que mais aproxima pais e filhos... Quando se é pai de verdade , não se mede esforços para o amor paternal...
    mande pra eles dois ( Seu paizão e seu marido) um Feliz Dia dos Pais
    E do Sangue, E do Coração, E ser pai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Nicholas. Realmente, é preciso esforço pra superar as diferenças, mas sei que cada esforço de um pai será colhido um dia.
      Abraços
      Cristiane

      Excluir