quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Filhinho



Essas meninas hoje me tiraram do sério. Todas as três. O dia foi tão tenso e cheio de malcriações de todos os lados, que não teve jeito: tive que distribuir umas chineladas nas pequenas. Na mais velha não, passou da hora, agora é esperar pra ver se a vida conserta...
Enfim, deu pra perceber meu "estado de nervo".
Polêmicas `a parte, as chineladas foram dadas. Mas, não surtiram efeito, continuaram a desobedecer e desobedecer (ô, fase!). Enfim, prometi que teria bis assim que chegássemos em casa. Assim, a raiva passaria ( não pode bater com raiva!) e eu também não precisaria dar explicações para os policiais (estávamos no shopping). Evitar escândalos é sempre uma boa estratégia.
Pois bem, chegando em casa, eu as lembrei que teria a nova rodada.
E a Bia, toda conformada:

"Tudo bem, mamãe. Pode bater. Mas, por favor, dá uma chinelada filhinho, tá?"

Depois dessa, a chinelada ficou só na promessa. Fiquei com pena e tentei a conversa.
Vamos ver se resolve.


3 comentários:

  1. Aqui esta semana foi bem parecida....
    Ai, ai...
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. A chinelada é a Lei Marcial, pra quando a rebeldia e a desordem forem pra lá de fora do controle.

    PS: Para Miss Teenager, a solução ou na conversa ou na represália perpétua, até a poeira abaixar.

    Abraços, Inté Cris

    ResponderExcluir
  3. AUhauahaa... nossa, eu nem consigo imaginar ter que lidar com isso. Não tenho filhos, não sei se teria coragem de dar umas chineladas, mas eu levei muito puxão de orelha quando pequena, nem por isso sou agressiva hj rs... tem tantas controvérsias. Acho que criança que tem birra demais, precisa levar uns "tocos" mesmo pra para com isso, se deixa filho fazer o que quer, quando crescer será um adulto problemático.

    Kisu!

    ResponderExcluir